segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

ENEM 2013




Enem terá duas edições em 2013.

A presidente da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta segunda-feira (23) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá duas edições em 2013. Ela defendeu o exame, mas disse que pode “melhorar ainda mais”. O Ministério da Educação iria fazer duas edições do Enem já em 2012, mas na última sexta-feira (20) cancelou a edição de abril. O exame será aplicado apenas em novembro este ano.
Após cerimônia que comemorou a marca de um milhão de bolsas de estudo concedidas pelo ProUni (Programa Universidade para Todos), a presidente foi questionada por jornalistas se, no ano que vem, o Enem terá duas edições. Ela respondeu: “Tem de lutar por isso. Nós melhoramos, vamos melhorar ainda mais e vamos ter depois, no ano que vem, duas edições, isso em concordância com o ministro, até por sugestão do ministro”.
Dilma defendeu também melhorias no ProUni. Ela chamou o sistema tradicional do vestibular de “antigo e antiquado”. “O Prouni também teve de ter suas adaptações, suas melhorias. É assim que se faz programa de governo, é com muita humildade. [...] Nós somos humanos. Quando tem erro, a gente tende a aprimorar. Ninguém está dizendo que nada é perfeito”.
Haddad
Pouco antes, o ministro da Educação, Fernando Haddad, também defendeu a aplicação do exame ao dizer que "guardadas as devidas proporções, [o Prouni] era que nem o Enem hoje: apanha todo santo dia".
Dilma também elogiou durante seu discurso a ampliação do Enem e mencionou a 'determinação' de Haddad sobre o exame. "Já adianto meus agradecimentos dizendo que essa visão do ministro Fernando Haddad foi muito importante para o nosso projeto que começa do governo Lula e tem continuidade no nosso governo", completou.
Ao lado da presidente Dilma e com vários ministros na plateia, Haddad participou da cerimônia - a última na condição de ministro. Nesta terça (24), toma posse na pasta Aloizio Mercadante, atual ministro da Ciência e Tecnologia. Fernando Haddad deixa o governo para disputar a Prefeitura de São Paulo, como candidato do PT, na eleição municipal deste ano.
Enem de abril foi cancelado
O MEC, na tarde desta sexta-feira (20), cancelar a edição do Enem que seria realizada em abril deste ano. Uma portaria de 18 de maio de 2011 havia anunciado que, a partir de 2012, o Enem seria realizado duas vezes por ano. A mesma portaria havia fixado a data da primeira edição do exame para os dias 28 e 29 de abril, e afirmado que a data da segunda edição só seria divulgada posteriormente. Em nota, o ministério agora afirma que, neste ano, a única edição do Enem acontecerá nos dias 3 e 4 de novembro. As duas edições seriam independentes uma da outra.
Na quinta-feira (19), Haddad já sinalizava a ideia de cancelar a primeira edição do exame deste ano. Em entrevista após participação no programa de rádio "Bom Dia, Ministro", produzido pela Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), o ministro afirmou: "O coroamento do Enem passa por duas edições por ano, mas não podemos colocar a máquina em fadiga, sobretudo com essas novas exigências que estão sendo feitas pelo Ministério Público".
O Enem apresentou problemas nas três últimas edições do exame, desde quando passou a ser usado como forma de acesso às instituições públicas de ensino superior - em 2009, houve furto de provas da gráfica; em 2010, problemas com a impressão dos cadernos de provas; e, em 2011, vazamento de questões em uma apostila distribuída a estudantes de um colégio em Fortaleza.

Fonte: Priscilla Mendes Do G1, em Brasília.
G1.com em 23/01/2012 17h18

Nenhum comentário: